Palavras de Caio Prado Jr.

Veja uma das falas mais conhecidas de Caio Prado Jr., um dos maiores intelectuais brasileiros

Por Caio Prado Jr. | Foto Folha Press | Adaptação web Isis Fonseca

Caio Prado Jr.

Todo povo tem na sua evolução, vista à distância, um certo “sentido”. Este se percebe não nos pormenores de sua história, mas no conjunto dos fatos e acontecimentos essenciais que a constituem num largo período de tempo.

Quem observa aquele conjunto, desbastando-o do cipoal de incidentes secundários que o acompanham sempre e o fazem muitas vezes confuso e incompreensível, não deixará de perceber que ele se forma de uma linha mestra e ininterrupta de acontecimentos que sucedem em ordem rigorosa, e dirigida sempre numa determinada orientação.

É isto que se deve, antes de mais nada, procurar quando se aborda a análise da história de um povo, seja aliás qual for o momento ou o aspecto dela que interessa, porque todos os momentos e os aspectos não são senão partes, por si só incompletas, de um todo que deve ser sempre o objetivo do historiador, por mais particularista que seja.

Tal indagação é tanto mais importante e essencial que é por ela que se define, tanto no tempo como no espaço, a individualidade da parcela de humanidade que interessa ao pesquisador: povo, país, nação, sociedade, seja qual for a designação apropriada no caso. É somente aí que ele encontrará aquela unidade que lhe permite destacar uma tal parcela humana para estudá-la a parte.

Saiba mais sobre a história de Caio Prado Jr. em Revista Sociologia Ciência & Vida Ed. 65!